© News Farma 2020
Todos os direitos reservados

O acesso à área reservada do Cardio Talks, bem como a receção das suas newsletters é restrita a profissionais de saúde.

sexta-feira, 17 abril 2020 12:59
Doentes cardiovasculares não devem ignorar sintomas por receio de ir às urgências
Doentes cardiovasculares não devem ignorar sintomas por receio de ir às urgências

“As doenças cardiovasculares são, e vão continuar a ser nos próximos anos, a maior causa de mortalidade nos países desenvolvidos”, relembra o cardiologista Dr. Pedro Farto e Abreu, que alerta para a problemática deste tipo de doenças face aos tempos de pandemia que o país atravessa. O especialista explica que o número de casos de doentes com enfarte “é claramente inferior à média que tratamos durante o período normal”, sendo que isto não se deve à diminuição de casos, mas “ao receio que os doentes sentem em vir ao hospital”.

O cardiologista de intervenção, Dr. Pedro Farto e Abreu, chama a atenção para o facto do número de casos recebidos de doenças com enfarte do miocárdio ou doenças cardiovasculares ter diminuído, fruto do receio dos doentes irem ao hospital. 

Neste sentido, o especialista relembra, em vídeo, que a taxa de mortalidade deste tipo de doenças é “das mais elevadas que existem”, e que os doentes não devem ignorar sintomas nem deixar de ir às urgências em caso de necessidade.

Todos os interessados poderão assistir ao vídeo completo através desta ligação.

Seta Anterior
Artigo Anterior
Seta Anterior
Próximo Artigo