© News Farma 2019
Todos os direitos reservados

O acesso à área reservada do Cardio Talks, bem como a receção das suas newsletters é restrita a profissionais de saúde.

ESC2018

terça-feira, 28 agosto 2018 22:54
Regurgitação tricúspide e revascularização do miocárdio em destaque no ESC 2018
Regurgitação tricúspide e revascularização do miocárdio em destaque no ESC 2018

Com uma participação muito ativa nesta edição do Congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia, o Prof. Doutor Miguel Sousa Uva foi responsável por apresentar a visão do cirurgião no que respeita à regurgitação da válvula tricúspide e também as 2018 ESC/EACTS Guidelines on Myocardial Revascularization. Em conversa com o Cardiotalks, o cochairman destas orientações clínicas e cirurgião cardíaco no Hospital de Santa Cruz (Lisboa) sintetiza as principais mensagens de ambas as sessões. Assista ao vídeo.

No início do seu depoimento, o Prof. Doutor Miguel Sousa Uva enumera os desafios que a regurgitação da válvula tricúspide representa para o cirurgião, assim como os critérios que integram a avaliação do doente.

Focando as novas guidelines sobre a revascularização do miocárdio, documento que resulta da colaboração entre a Sociedade Europeia de Cardiologia (ESC) e a Associação Europeia de Cirurgia Cardiotorácica (EACTS), o especialista refere os principais aspetos que estiveram na base das atualizações, assim como os estudos científicos mais recentes que contribuíram significativamente para o upgrade destas diretrizes. Como ponto de destaque das novas recomendações, o cochairman sublinha a importância da tomada de decisão terapêutica em contexto de Heart Team, nos casos de doença coronária complexa.

Disponíveis através dos formato pocket e aplicação digital para telemóvel, o Prof. Doutor Miguel Sousa Uva menciona que as guidelines são muito úteis, de fácil acesso e “vão permitir um melhor resultados no tratamento dos nossos doentes”.

Seta Anterior
Artigo Anterior
Seta Anterior
Próximo Artigo